Aprenda a conservar os seus mangás e livros!

Hoje eu vou falar pra vocês um pouco sobre o papel e sua conservação, para que todos nós saibamos guardar adequadamente nossos mangás, para maior durabilidade e manter a qualidade. Todas as coisas que vou falar e mostrar aqui, eu aprendi no meu técnico em biblioteconomia, na cadeira conservação básica de acervos, com uma professora que amo demais! Baita experiência que eu passei e quero contar pra vocês sobre ela também.

Antes de qualquer coisa, precisamos conhecer melhor sobre o papel, e como sabem a maioria dos mangás é feita com papel jornal. Ele é um tipo de papel sujo e sem resistência que com os anos pode acabar virando um montinho de pó, ele foi feito apenas para o fim do jornal, ou seja, tem uma vida útil de vinte e quatro horas.

O papel é muito sensível independente do seu tipo e inúmeros fatores de minúsculos a grandiosos o afetam tremendamente. O papel já recebe impacto de sua composição interna e também por agentes externos, como o ataque biológico (fungos, bactérias, insetos, etc), poluentes atmosféricos, mau acondicionamento, manuseio indevido, etc., que no fim alteram sua estabilidade física, ou seja, estraga o seu documento.

Os fatores internos de degradação se referem a própria estrutura do papel e se originam no processo de feitura a que foi submetido, sendo assim, o único meio de minimizar esses fatores é por meio da estabilização das condições ambientais (local de guarda e manuseio).

Quanto aos fatores externos, a luminosidade é um dos mais agravantes no processo de degradação dos materiais. Não existe iluminação ideal para conservação dos documentos, o ideal mesmo é luz artificial tecnicamente controlada. Quanto menos luz solar, melhor. Não se deve expor seu acervo (sua coleção de livros e outros documentos) a luz solar.

A temperatura – O papel vai se deteriorar com o tempo, mesmo que suas condições se preservação sejam boas. O papel fica com sua cor original alterada e se torna frágil, isso é o envelhecimento natural. A temperatura ideal do acervo é entre 18 e 22°C.

A umidade – É muito mal visto que certos prédios sejam construídos enterrados ou semi enterrados, assim como é horrível o excesso de vidro-mania na arquitetura da nova cidade. Esses locais envidraçados formam uma verdadeira estufa de proliferação de fungos e mofos, já que o vidro retém a umidade.

Poeira – Outro fator que pode favorecer o desenvolvimento dos agentes biológicos é a presença de pó; eliminar ele é imprescindível. Na poeira tem partículas de coisas como terra, areia, fuligem, microrganismos e seus esporos e resíduos ácidos e gasosos.

Ventilação – Não se pode abafar o acervo, pois isso também colabora para o desenvolvimento de agentes biológicos, é necessária uma boa ventilação, mas nada como corrente de vento, pois isso resseca o papel.

É muito importante gente, manter o local onde tu guarda teu acervo (sua biblioteca caseira, ou não), sempre higienizado. Vamos ver agora dicas de cuidados com livros e documentos, cuide bem do seu mangá e vai tê-lo por muito mais tempo!

  1. Sempre manuseie os papéis e livros com as mãos limpas, livre de cremes, gorduras e esmaltes em cores fortes.
  2. Evite comer manuseando livros e documentos, pois, além de sujá-los com migalhas do alimento, pode-se contaminá-los com microrganismos, gorduras e fungos.
  3. Não molhe os dedos em saliva ou outros líquidos para folhar o livro, pois podem deixar manchas irreversíveis. O ideal é virar a página pela parte superior da folha.
  4. Evite guardar documentos dobrados ou dobrar as folhas do livro criando uma orelha, pois, com o tempo, as fibras do papel quebrarão, impossibilitando manuseá-lo.
  5. Nunca apoie os cotovelos sobre os livros durante a leitura, e nem abra demais um mangá ou a brochura pode descolar, a costura e a lombada podem ser soltas também.
  6. Nunca deixe seus livros sobre superfícies irregulares.
  7. Livros grandes e grossos devem ser guardados deitados, sem empilhar mais que três livros.
  8. Se você usa estantes, evite que os mangás tombem ou fiquem marcados por ficarem tortos usando bibliocantos.
  9. É recomendado higienizar o seu acervo pelo menos uma vez ao ano, utilizando um pincel macio.
  10. Aproveite e verifique para quaisquer danos causados pela armazenação ou por insetos.
  11. Evite usar colas plásticas, colas em bastão, colas bracas e fitas adesivas para consertar rasgos, pois, além de serem irreversíveis, devido a composição química da cola, com o tempo, podem deixar manchas impossíveis de serem tiradas sem prejudicar o papel.
  12. Não aperte sua coleção na estante.
  13. Ao retirar um livro em meio a outros, não puxe pela lombada, apenas empurre um pouquinho os dois outros ao lado do que você quer e retire o seu com o polegar e o dedão segurando, nada de dedinho na lombada!
  14. Para retirar umidade dos livros, podemos intercalar as páginas úmidas com papéis jornal secos e limpos. É necessário deixar as páginas intercaladas por algumas horas e repetir-se o processo se ainda estiverem úmidas.
  15. Use desumidificadores nas prateleiras. Eles retiram a umidade do local e dos livros e evitam proliferação de fungos.
  16. Armários e estantes devem ficar sempre afastados das paredes ao fundo e na lateral, ao menos 15cm, observando essa mesma distância do chão.
  17. Coloque sua estante ou armário em lugares secos e arejados, longe da umidade, do calor, do sol, da luz natural e de lâmpadas fluorescentes. Subsolos e sótãos não são lugares seguros para instalar estes móveis.
  18. Nunca guarde seu acervo em estantes fechadas, pois elas funcionam como estufas e facilitam a proliferação de insetos e retenção de umidade.
  19. Evite guardar seus documentos enquadrados entre vidros ou na parede, pois envelhecerão muito rápido pela ação direta da luz e altas temperaturas.
  20. Dedetize anualmente o local do acervo. Inseticida somente nas prateleiras, jamais nos livros.
  21. Acondicione os livros e documentos em estantes próprias, com dimensões adequadas,
    preferencialmente metálicas, deixando espaço suficiente entre os livros, com apertar demais.
  22. Troque sempre os livros de prateleira, para que haja variação na luz, no calor e no arejamento.
  23. Durante as trocas, limpe-os sempre com uma escova de pelos macios e uma flanela.
  24. A cada seis meses, esfregue querosene ou terebintina nas estantes de madeira, para evitar traças e cupins.
  25. Se insetos atacaram alguns livros seus, isole-os e procure um restaurador.
  26. Quando as páginas dos livros estiverem grudadas, use vapor para soltá-las. Separe só até onde sentir resistência da folha, não force e va vaporizando até que solte, aos poucos. Se ainda tiver problemas, recorra a um restaurador.
  27. Remova delicadamente o bolor (mofo) com uma faca sem fio, esfregando delicadamente depois com um algodão embebido em água oxigenada 10 volumes. Cuidado com a pigmentação do documento.
  28. Só retire o pó dos livros com aspirador de pó com bocal protegido com um pedaço de meia de nylon.
  29. Limpe as marcas de dedos em seus livros com uma borracha plástica e flanela.

E se lembrem gente, bom senso e intervenção mínima é o melhor para qualquer documento ou livro! Pro post não ficar mais longo ainda, deixarei os reparos possíveis de se fazer em casa para o próximo post!

Anúncios
Esse post foi publicado em Biblioteconomia, mangá e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Aprenda a conservar os seus mangás e livros!

  1. Pingback: Como conservar seus quadrinhos [revisado – 2016] | Hora do mangá!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s