Mangás, biblioteca escolar e os pais (Parte 1)

Quando falamos de bibliotecas, geralmente pensamos na biblioteca da escola, e é por isso que hoje vou tratar dela, apesar de preferir a universitária pela faixa etária do público ser mais alta, é muito importante falar da leitura de mangá desde pequeno e na adolescência também.

Quando se é adolescente, pode-se acabar sendo influenciado por tudo a sua volta, a TV e a internet são as principais fontes de influência, depois eu acredito que vem os amigos. Por isso os pais podem acabar se preocupando com o que seus filhos estão vendo e lendo, e como isso influenciará no seu comportamento.

Por experiência de assistir programas sobre isso e ler alguns materiais durante o curso da minha vida, posso dizer que depende do tipo de mentalidade que a criança/adolescente tem para ser afetado drasticamente pelo que vê ou escuta.

Por exemplo, todos aprendemos que maltratar animais é ruim, somos ensinados por veículos de mídia e pelos pais que isso é ruim, então aprendemos a não fazer e até aprendemos porque, mas ainda existem crianças que tem uma mentalidade diferente e que vão cometer tal ato de crueldade e que vão até mesmo exibi-los por aí. Claro que eu não sou psicóloga, mas vocês vão ver onde eu estou querendo chegar logo, logo.

Eu tenho um sobrinho de onze anos que desde que aprendeu a mexer as mãozinhas joga jogos como god of war e call of duty e similares, mas a mãe dele não precisou alertar ele mais de uma vez sobre como isso só pode acontecer no videogame, ele não pode sair matando as pessoas ou derrubando helicópteros só porque no jogo é engraçado pra ele.  Ele não gosta de violência, ele não machuca animais e ele adora plantar e até fala e faz carinho nas plantas, porque ele acredita que assim elas vão crescer melhor, com atenção, carinho e amor dele. Mesma coisa pros bichinhos e ele é muito educado com todos que fala. E é aí que eu quero chegar: só porque uma criança presencia esse tipo de material violento, não é unicamente por isso que ela vai agir dessa maneira.

Claro que eu não entendo muito sobre lidar com crianças, meu sobrinho é uma criança bem diferente das outras, a maioria das crianças vai querer bater nos outros depois de ver um filme do Jackie Chan, é o que eu vejo por aí.

★★★

Quando eu era criança, eu lia o mangá Dragon ball. Minha mãe nunca me disse que não podia bater nos outros como no mangá, nem disse que eu não podia ler porque tinha bastante porrada e ela também nunca leu antes pra me dizer se era permitido ou não, ela comprava e eu lia muito feliz e ela ficava satisfeita que eu estava lendo e gostando da leitura. Na escola eu tinha um clubinho do dragon ball, onde a gente “treinava” e brincava que era os personagens da série, onde falávamos sobre a série e tudo mais (eu também via o anime, e era fissurada por isso, eu era alienada pelo mundo de dragon ball). Eu nunca machuquei ninguém por causa disso e nunca me incitou a ser uma pessoa violenta, dentro de mim eu já sabia que isso era errado. Apesar de eu apanhar dos meus colegas e sofrer muito na mão deles, eu não conseguia nem revidar, mesmo tendo o exemplo do homem mais forte do mundo bem ali do meu lado. O que Dragon Ball me ensinou? Que com amigos eu me tornaria mais forte, que a família deveria estar sempre lá por mim e me apoiar em momentos bons e ruins, que os amigos são muito importantes, são meus companheiros e devo sempre cuidar deles e eles de mim, que eu devo sempre escolher o melhor caminho, que eu só devia usar de violência, em último caso e que se eu juntasse as esferas do dragão, não deveria pedir por uma calcinha da Bulma (riam gente XD). Dragon ball nunca me ensinou nada de ruim, e mangás como Naruto e One Piece, que também são de ação, também tem os mesmos princípios e passam a mesma moral.

Mangás como esses causam problemas na biblioteca. O shounen é um gênero direcionado a jovens garotos mesmo, pra essa faixa etária de estudante de ensino fundamental a médio (e além também, não tem um limite de idade nem de sexo), só que esse tipo de leitura causa problemas numa biblioteca escolar. Minha professora atual me contou, outras já comentaram e já vi leitores que passaram por isso e vieram conversar comigo também, por isso me senti meio que na obrigação de falar sobre isso e fiquei reforçando inúmeras vezes uma verdade incontestável: Não é culpa do mangá, não é culpa do bibliotecário, não é exatamente culpa do usuário.

Se lembram do post sobre as leis da biblioteconomia? “Para cada leitor, seu livro.” Se uma criança apresenta de alguma forma tendências violentas ou se tu acha que teu filho ou filha não está maduro o suficiente pra esse tipo de leitura, eu realmente não entregaria um mangá shounen pra ele ou ela, mas não temos como saber na posição de bibliotecário muitas vezes…e o principal problema acontece em casa, com os pais. Muitos não procuram saber o que tem por trás da pancadaria e nem que motivo fez ela acontecer e até acabam criando discussões por causa disso (de novo, relatos de leitores de mangá que até leem escondido). É aquela velha coisa que chamamos de preconceito (é como nunca ter comido brócolis, mas dizer que é ruim e pronto).

De modo algum quero implicar que os pais são os vilões, afinal, todos temos preconceitos, mas é importante vencê-los. Se tu aí que é pai ou mãe e tem filhos que gostam de ler naruto, one piece, dragon ball ou similares, tente fazer o seguinte: leia com ele, ou leia sem ele também, mas tente ler. E tente ver o que mostra além das lutas, tente entender o que a história lhe passa.

Mesmo assim eu sei que nem todos conseguem fazer isso e para ajudar os leitores de mangá e não deixar esse post muito longo, no próximo post vou dar uma lista de mangás legais para pré adolescentes e adolescentes, assim como fiz uma de mangás infantis!

Enquanto isso, deixo aqui para os pais e mães e tios e tias e todos que quiserem, os mangás citados neste artigo para leitura online, em PT-BR! Mostrem pros seus pais ou tios ou primos ou quem quiserem e boa sorte na luta contra esse preconceito!

Como sempre, dúvidas e outros comentários são sempre bem vindos!

One Piece: http://centraldemangas.org/mangas/info/one-piece
Naruto: http://centraldemangas.org/mangas/info/naruto
Dragon ball (alguns capítulos apenas): http://www.dragonball-pt.info/tag/dragon-ball-manga-portugues/

Anúncios
Esse post foi publicado em biblioteconomia, mangá e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s