Resenha: Parasyte

fullcolor-ban_07

Olá, devoradores! A resenha atrasou, mas chegou! Hoje vou falar sobre a minha última leitura: Parasyte. Espero que vocês embarquem comigo nessa resenha!

。✩ ゜

Informações

Título: 寄生兽
Gêneros: Seinen, drama, horror, maduro, mistério, psicológico, vida escolar, sci-fi
Capítulos: 64
Status: Completo
Roteiro: Iwaaki Hitoshi
Ilustradores(as):  Iwaaki Hitoshi
Ano: 1990
Editora: Kodansha
Serializado em: Afternoon
Licenciado no Brasil? Sim
Editora: JBC
Preço: R$ 16,90

。✩ ゜

Sinopse

A humidade destrói o planeta e as formas de vida que o habitam de diversas formas, mas gostam de declarar seu amor pelos animais, natureza e até outras pessoas. Afim de dar um equilíbrio a um mundo que encara a ruína inevitável, seres extraterrenos são cada vez mais comuns entre os humanos. Eles se chamam parasitas e fazem exatamente o que seu nome sugere, tomando comando de corpos humanos e consumindo outros humanos para sobreviver. O protagonista Shinichi Izumi é parasitado, mas o processo é falho e o parasita acaba tomando apenas um de seus braços, resultando em uma amizade improvável e muitas mudanças na vida de Shinichi e as pessoas ao seu redor.

。✩ ゜

O roteiro

parasyte-1167800Quando conheci Parasyte eu nem pensava que veria publicado no Brasil. Um título de peso desses, de um bom mangaká e uma obra relativamente antiga (é dos anos 90 como podemos ver lá em cima). Eu já sofria do mal do hype quando iniciei a leitura, louca pra desvendar a complexidade da obra, quando me deparo com algo muito mais simples! Imagine a minha surpresa, é muito fácil entender de um saco que é o seu dia a dia.

Não estou falando que parasitas caem do céu e tomam os humanos para si (ou será que estou?), mas dos problemas mundiais apresentados na história que vemos todos os dias nos jornais.

Para quem nunca leu algo do tipo Parasyte e nem se liga muito no mundo como está faz tempos, não vai ter o mesmo entendimento de quem faz o oposto. Como falamos no artigo de bagagem literária, fica difícil entender algumas coisas que lemos quando não as conhecemos e muito menos vivemos.

parasyte-1167813No início, os parasitas são tidos como criaturas crueis que obedecem apenas ao instinto primitivo de devorar a outra espécie, mas eles também vão se mesclando a sociedade e aderindo a sua linguagem, comportamento e outros detalhes. Isso leva tempo demais para uma pessoa normal fazer quando é tirada de uma cultura e inserida em outra, mas para eles é algo fácil, pois, são caçadores naturais do ser humano que estão acima de nós na pirâmide do mundo. É, o Homem gosta de se colocar acima de todos e não curte muito ser tratado como apenas um animal um pouco mais inteligente que os outros, mas é a verdade que Parasyte gosta de esfregar na cara do leitor e o pior: fazemos isso de um jeito hipócrita e completamente errado.

Poluímos enquanto desejamos pelo bem do meio ambiente, somos mentirosos quando prezamos pela honestidade alheia, seguimos desejos e instintos tidos como tabus pela sociedade nas horas escuras e depois julgamos aqueles que os fazem abertamente, entre outras mil coisas que a leitura nos mostra e que o leitor vai conseguir se identificar.

Eu não poderia ter lido essa obra em uma época tão interessante quanto a que vivemos agora, por isso o roteiro desse mangá ganha meu coração. Além da parte técnica ser impecável, o enredo é bem maduro e conciso e mesmo se tratando de alienígenas parasitas, nós podemos nos identificar com eles e até mesmo sentir apego ou algum tipo de afeto, principalmente pelo parasita Miggy.

Durante o desenvolver, o leitor vai se fazer vários questionamentos, mas o mais interessante é o: Serão os parasitas realmente os vilões da história?

tumblr_ngu14iha9j1rz06hho1_r1_1280Sendo uma obra extremamente reflexiva, Parasyte só tem a ‘abobar’ o leitor, não deixando de lado importantes fatores de um bom seinen de ficção científica, como os parasitas em si, a sociedade humana e até mesmo o romance.

Por fim, o melhor questionamento é ao fim do mangá quando Miggy constata sobre o maior fato da humanidade, será que você sabe? Sei que pude terminar a leitura com um “haha” bem satisfatório e um sorriso no rosto.

Espero que vocês também explorem o mangá de Parasyte e outras obras do mesmo mangaká!

。✩ ゜

Tecnicalidades de Parasyte

Como eu possuo os exemplares físicos brasileiros, deixo abaixo um vídeo de um resumo sobre a qualidade física dele e minha opinião sobre a aparência e resistência.

Eu não consigo gostar desse tipo de papel muito claro, portanto, é um ponto negativo. Quando um papel muito claro é utilizado em uma leitura muito extensa e ela possui desenhos, fico muito cansada lendo e sinto que não aproveitei totalmente o que a arte pretendia me proporcionar.

Falando em arte, o traço de Parasyte é bem anos 90 e não chega a decepcionar. Em alguns momentos eu senti falta de um certo impacto em cenas que deveriam ser muito perturbadoras ou muito mais sensuais ou até chocantes e o mesmo vale para a expressão dos personagens, mas ainda assim não é um demérito a leitura.

tumblr_m1h0isg93h1r4xqamo1_500O desenvolvimento do roteiro e seus personagens é impecável, eu sinceramente sinto saudade de uma certa mulher parasita deveras interessante. O leitor poderá se identificar tranquilamente com vários personagens.

Para os que gostaram do assunto, mas não querem ver muito gore durante a sua leitura, não se preocupem! As cenas são visuais, mas não em demasia e o choque não chega a ser revoltante. É o nível certo.

。✩ ゜

parasyte-1167829Obrigada por lerem mais uma resenha, vamos continuar firme e forte aqui no site e no Amino trazendo sempre leituras variadas e outros artigos!

Aos que não podem comprar e mesmo assim querem ler, aproveitem os links abaixo!

Leia aqui em português

Leia aqui em inglês

Vejo vocês na semana que vem, devoradores!

Anúncios
Esse post foi publicado em mangá, Resenha e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Resenha: Parasyte

  1. Oi, Lizias !!!
    Amo esse mangá mas só li os primeiros volumes preciso terminar de ler esse ano.
    Ótimo post!

    Beijos,
    Priscila – http://leituramanialer.blogspot.com.br/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s