Resenha: Prison Lab

E se você fosse presenteado com a chance de colocar em cativeiro uma pessoa que é irracional e estragou a sua vida? Você pode fazer tudo com ela, até mesmo matá-la (apesar dessa parte ter um custo em dinheiro) e sair dali impune.

Será que você faria?

O mangá de hoje trata sobre essa oportunidade de ouro sendo presenteada aqueles que precisam…ou não.

。✩ ゜

Informações

Título: プリズンラボ
Tipo:  Mangá
Gêneros: Drama, horror, maduro, seinen
Volumes: 3
Status: Andamento
Roteiro: Kantetsu
Arte: Minase Chiho
Ano: 2016
Editora: Futabasha
Licenciado no Brasil? Não

 

 

。✩ ゜

Sinopse

Por anos o aluno Eyama Aito sofre bullying na escola, liderado pela representante de classe Kirishima Aya, a garota popular e inteligente que desconta toda sua frustração no garoto que um dia também lhe admirou.

No início das férias de verão, quando Eyama acredita ter atingido seu limite com a humilhação e agressão constante dos colegas, uma carta chega para ele lhe convidando a participar de um jogo de cativeiro com a vítima que ele desejar. As regras do jogo são várias, mas ele pode fazer o que quiser por um mês desde que ela não adivinhe seu nome.

。✩ ゜

De vítima a agressor

Kangoku é um mangá bem interessante por abordar a natureza humana no limite principalmente. O nosso estudante decide participar do tal jogo pensando que esse é o único jeito de mudar e que gostaria que sua agressora pedisse desculpas.

Apesar de não acreditar muito na história toda, já que é alto altamente ilegal, Eyama é levado a um local deserto por seu ajudante, um rapaz jovem que diz estar ali para lhe apresentar ao jogo e lhe ajudar com o que for necessário. No prédio onde o jogo ocorre, Eyama é apresentado ao seu quarto que é ligado a outro quarto: o cativeiro de sua vítima. Dentro dele está a estudante Kirishima Aya, pessoa que ele escolheu para fazer o que quiser durante um mês. Eyama então vê que o jogo é real e isso lhe dá um certo prazer.

Durante os dias iniciais do jogo, Eyama muda drasticamente sua personalidade para conseguir alcançar o que acredita ser a redenção através da tortura física e psicológica com sua vítima e até pessoas de fora ligadas a ela.

Claro que Eyama não é o único participante. Existem mais dois participantes no mesmo local, com suas devidas vítimas e motivos. Eyama conhece melhor a participante Misaki, que escolheu como vítima o seu último chefe, dizendo que ele jogou a culpa de uma grande falha da empresa nela, arruinando sua vida de todas as maneiras. Misaki fica fascinada por Eyama e sua personalidade em transição de um garoto com medo do agressor para um sadista completo e de certa forma até o ajuda com essa parte, já que ela também tem sérios problemas mentais. O terceiro participante é o legítimo cara legal, que só quer pagar pelas despesas médicas da filha e não pretende tratar mal ou matar sua vítima.

As regras do jogo são muitas e ele é ainda um mistério para todos os envolvidos, mas uma coisa é certa: Tem muito mais que a tortura com uma vítima de sua escolha, o jogo se revela uma competição entre os participantes também. Será apenas pelo dinheiro? Cabe a você leitor, descobrir.

。✩ ゜

Prison Lab se tornou uma leitura bem interessante, de deixar o leitor com vontade de querer saber mais. Como um mangá que contém cenas violentas, ele tem toda uma parte de choque visual através das cenas de tortura e foram bem executadas, contando com um traço satisfatório.

Até o momento os personagens ainda estão sendo desenvolvidos e o mangá está em lançamento no Japão no mesmo pé da tradução pelos scans, então não se pode dizer muito sobre essa parte, mas aos poucos o leitor fica sabendo de detalhes da vida dos participantes e vai acompanhando sua evolução dentro daquele jogo. Eyama é o que muda mais rápido e de modo mais drástico e seu desenvolvimento influi no andamento do jogo e na vida dos envolvidos, mas não pense que isso foi apressado! Na verdade essa natureza brutal já estava dentro dele, adormecida. Talvez tenha sido criada pelo constante bullying, talvez ele realmente seja assim. Para completar, a trama ofereceu até o momento uma abertura para algo bem maior que o jogo, então ainda saberemos onde tudo isso vai parar.

。✩ ゜

Considerações finais

Prison lab tem uma proposta que vai brincar com o nosso senso de certo e errado e vai nos colocar em dúvida de quem é a pessoa irracional ali naquele jogo doentio. Obras assim sempre vem carregadas de críticas sociais, como nesse caso o bullying, vingança e os limites do que uma pessoa antes prejudicada e agora em busca de algum retorno, tanto por direito ou por diversão, pode fazer.

。✩ ゜

Onde ler

Abaixo vou deixar os links para leitura:

Leia aqui em Inglês

Leia aqui em PT-BR

Espero que tenham curtido essa resenha! Sei que foi curtinha, mas se eu falasse mais iria contar tudo que aconteceu, já que tem pouco material ainda. Espero que vocês também encarem essa leitura para ver até onde a natureza humana nos leva!

Até a próxima, devoradores!

Anúncios
Esse post foi publicado em mangá, Resenha e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s