Resenha: Tomo-chan wa onnanoko!

Oi, pessoal! Essa semana eu tentei ler o máximo de capítulos possíveis do mangá 4-koma super engraçado com o qual topei por aí! Espero que vocês gostem da minha breve resenha (juro que vou tentar ser breve dessa vez).

Informações

Título original: トモちゃんは女の子!
Tipo: Mangá 4-koma
Volumes e capítulos: 4 volumes, 570 capítulos
Status: Andamento
Gêneros: Comédia romântica, vida escolar, slice of life
Mangaká: Yanagida Fumita
Ilustração: Yanagida Fumita
Ano: 2015
Revista e editora japonesa: Kodansha (Tankoubon), Seikaisha (Serialização na Twi 4)


Sinopse

Tomo Aizawa é uma garota de quinze anos que pode deixar a maioria dos garotos de sua idade e até mais velhos, no chinelo. Ela é fit, forte e praticamente invencível! O problema de Tomo, é que seu melhor amigo Junichirou Kubota é um cara extremamente denso, que só descobriu que Tomo é uma garota quando foram estudar na mesma escola! Junichirou a trata como um cara a maior parte do tempo enquanto Tomo tenta se comportar um pouquinho mais como uma garota para mudar o rumo de sua amizade, apesar de acabar só fortalecendo mais sua personalidade masculina! Com a ajuda de suas colegas e amigas Gundou e Carol, será que Tomo e Junichirou chegarão a algum lugar?

6oskB7J

Melhores amigos…pra sempre?

Nesse 4-koma o leitor é apresentado a uma situação infeliz e complicada, onde o alvo dos sentimentos amorosos de Tomo a trata como o melhor amigo do mundo e frequentemente esquece que ela é uma garota. Apesar de Tomo também se comportar como uma garota ás vezes, ela não costuma entender várias regras sociais que existem entre elas e inclusive, nem fala de um modo feminino, o que no Japão é mais notável. Tudo isso e ser extremamente boa em karate dado o treinamento de seu pai, um cara amoroso, mas que não suportaria ver sua filha ser uma menina frágil, só tornou difícil para Tomo demonstrar que não quer ser tratada como um dos brothers e sim como uma garota que recebe o amor que sente de volta. As diversas tirinhas mostram que a situação pode ser revertida, mas adiciona um mistério por parte de Junichirou que parece ter uma forte razão para não conseguir lidar com o fato de que ela é uma garota e para ele, uma garota muito especial pela qual ele tem sentimentos que não quer ou não pode admitir. Durante o desenrolar da história, outros começam a notar de ambos os lados da história o que está acontecendo, personagens como Misuzu Gundou, a melhor amiga de Tomo e amiga de infância de Junichirou tenta ajudar os dois mesmo que seu modo de fazê-lo seja um pouco…bruto. Tanabe é um dos colegas de classe dos dois e também tenta dar uma força, mas ele é muito empolgado e o tipo de personagem que é mais palhaço do que qualquer outra coisa e para fechar os personagens que dão suporte aos protagonistas até o momento, temos o casal Carol e Misaki-senpai, que apesar de serem muito amigos, passam por uma situação parecida. Carol é uma menina linda e extremamente feminina, mas um pouquinho lenta e o seu problema é que Misaki a vê apenas como uma irmãzinha boba que ele precisa ficar cuidando, quando ela tem um interesse amoroso nele. Ambos auxiliam os protagonistas a sua maneira e por vezes tem algum destaque.

Sabendo que é um 4-koma e que ele tem mais de 400 capítulos, talvez o leitor se sinta sem forças para fazer essa leitura e assumir um compromisso em acompanhar essa serialização extremamente longa, mas durante os três dias que estou lendo, consegui chegar no capítulo 255 sem sentir qualquer desconforto. A história tem seus momentos sérios e dramáticos, mas num geral ela é bem engraçada e conversa com o leitor de forma leve sobre essa situação delicada. A única coisa que me deixou um pouco ansiosa durante a leitura e nem chega a ser um ponto negativo é que o desenvolvimento é praticamente nulo. As mudanças nas relações dos personagens acontecem muito devagar, mas vendo pelo lado de que é um 4-koma isso é até compreensível.

O traço do mangá é algo que me chamou bastante atenção também. Achei muito caprichado, cativante e claro, engraçado. O uso de um traço mais puxado pro chibi em alguns momentos é algo que me agrada muito pra enfatizar as cenas engraçadas. O traço também nos presenteia com um fanservice muito leve, dando a história alguns momentos levemente eróticos, mas nada que seja um demérito.


[• • •]

E chegamos ao fim deste artigo onde eu indico onde vocês podem ler a obra! Muito obrigada por lerem e por acompanharem o blog! Não esqueçam de dar uma olhadinha ali no menu da direita e conferir o meu servidor do Discord e minha comunidade no aplicativo Amino! Até a próxima semana, devoradores!

Leia aqui em Inglês (capítulo 570 no momento)
Leia aqui em PT-BR (capítulo 520 no momento)

Anúncios
Esse post foi publicado em mangá, Resenha e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Resenha: Tomo-chan wa onnanoko!

  1. Me lembrou um pouco lovely complex kk achei interessante.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Luluka disse:

    A verdadeira razão de Junichirou tratar a Tomo como garoto é porque ele é um…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Felipe Torres disse:

    Estou acompanhando ele traduzido, morro de rir com ele.
    Mudando de assunto, posso te recomendar algo? ~esperando resposta positiva~
    Da uma olhada num manga chamado Psyren, eu achei ele muito bom, mas não conheço muitas pessoas que tenham lido ele. Bem veja se gosta :v

    Curtir

    • Lízias Cunha disse:

      Conheço de nome, mas vou dar uma olhada sim XD eu tenho tanta coisa pra ler que até esqueço, mas vou por agora na minha manga list do MAL! Obrigada pelo comentário e vamos continuar morrendo de rir juntos haha~

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s