Resenhando: Aharen-san wa Hakarenai

Hello, people! Eu disse que iria tentar trazer pelo menos mais uma resenha antes do final do ano e aqui estamos!

Espero que vocês curtam a minha experiência com esse mangá absurdamente hilário. Pois é, estou num ritmo de rir muito nesse fim de ano~

Informações

Título original: 阿波連さんははかれない
Tipo: Mangá
Volumes e capítulos: 8 volumes +
Status: Andamento
Demografia: Shounen
Gêneros: Comédia, romance, vida escolar, slice of life
Mangaká: Mizu Asato
Ilustração: Mizu Asato
Ano: 2017
Editora Japonesa: Shueisha
Revista Japonesa: Shounen Jump+
Link do mangá no Anime-Planet

 

A incompreensível Aharen Reina

Espera, será que esse subtítulo quer dizer que a Reina é uma estrangeira espiã que fala em códigos e ninguém pode realmente entender nada do que ela diz, mas na verdade….OH NÃO! Ela é uma refém que sofreu lavagem cerebral para ser uma espiã e fala em código na vaga tentativa de que alguém salve ela! Pobre Aharen…não se preocupe Aharen, nós vamos passar dias, meses, anos se precisar e decifrar esse seu código pra conseguir te salvar e expor essa organização maligna ao mundo e seremos heróis! Depois disso viveremos felizes numa casa de campo, mas sempre prontos para ataques de remanescentes da organização.

Huh? É só porque ela fala baixo e tem uma péssima noção de distância? Ah, ok.

E assim eu resumi a vocês como procede a leitura desse mangá incrível e altamente imaginativo onde Aharen e Raidou se conhecem e se descobre que Aharen não é nada do que se pensa, ela só fala super baixo, é super pequena e não tem uma noção boa de distância de coisas e pessoas, por isso ela quase sempre está grudada na galera. Enquanto Aharen e Raidou desenvolvem uma amizade com futuro promissor puxado agressivamente para um romance adolescente sutil, aprendemos que nosso querido protagonista que assim como Aharen, não consegue fazer muitas expressões faciais, também tem uma imaginação absurdamente louca.

Não, sério, para tudo. É loucura loucura loucura! Esse rapazinho tem mais imaginação que todos os jogadores de RPG e solitários que tratam um travesseiro de anime como esposa poderiam ter, juntos! E por causa disso os dias dessa dupla e seus amigos, que incluem uma stalker amigável e até uma gyaru, se transformam em aventuras engraçadíssimas de acompanhar. Seja pelas expressões que os dois não fazem ou simplesmente pelos eventos que o mangá mostra, é tudo muito wholesome.

Claro que muitos roteiros assim não costumam ter desenvolvimento de personagens ou sequer profundidade neles, mas em Aharen-san wa Hakarenai isso existe sim, apesar de demorar um pouco e ser bem sutil, o que é bem humano se me perguntar, aos poucos as pessoas do grupo vão mudando sua vida para o melhor, criando laços e claro, desenvolvendo sentimentos cor de rosa, fufufu~ e se tu curte romance, não se preocupa, segura o coração e só vai na fé, é um romance super wholesome, super cute goals, super…well, leia.

Os personagens de background tem seu devido destaque também, eles participam ativamente da história e impactam de várias maneiras a vida de Aharen e Raidou e vice-versa. Isso inclui até professores, o que é divertido demais. No geral os personagens são todos engraçados e um clima leve paira na história, mas por vezes um lado mais pessoal e dramático surge, o que dá um contraste muito interessante no mangá.

E pra finalizar, apenas para fins de relação, esse mangaká não é novo em narrativas absurdas com uma puxadinha bizarra, nada disso. Seu outro mangá bastante conhecido se chama Dansan Joshi e mostra o dia a dia de uma turminha com hábitos beeeeeeeeeeeeem malucos. Então esse território explorado na imaginação de Raidou não é algo tirado do vácuo e sim uma coisa a que o autor já está bem acostumado. Aliás, belíssima imaginação a desse autor!

Se vocês querem acompanhar esse mangá wholesome, procure no seu leitor favorito, eu li no mangakakalot em inglês, em português brasileiro tem no mangahost e mangadex, mas o scan está um pouco atrás.

Espero que tenham curtido essa resenha e até a próxima postagem~!

Esse post foi publicado em Mangá, Resenha, Resenhando e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s